Pais + Escola ou Pais x Escola?

Existe uma real parceria entre pais e escola? Que escolas promovem palestras e reuniões úteis e práticas para orientar os pais de hoje? – perdidos, movidos por culpa e excesso de proteção.

Escola e pais têm papéis diferentes, um não supri ou substitui o outro. Mas há algo em comum entre elas além do aluno/filho – o comprometimento com a proposta, que deve ser a mesma.

Muitos pais têm visões sobre como educar o seu filho que diverge e muito em relação à filosofia da escola. Como fica então o desenvolvimento do aluno/filho? Cada um defende um valor, segue uma conduta diferente em casa e na escola e a criança fica entre gregos e troianos, sem saber  que direção tomar. E tudo isso na cabeça de criança é muito abstrato e instintivo. Ela não entende nada sobre papéis, comportamentos, métodos, crenças, pedagogia, valores… Aos poucos, sem querer, ela passa a assumir diferentes papéis dependendo da circunstância, ou melhor, local. Se ela está em casa ela age de um jeito, na escola de outro. Concordo que são ambientes completamente diferentes e que exigem do pequeno interações e comportamentos diversos. Mas há um eixo, um núcleo que deve ser mantido – o limite, por exemplo. O limite que escola dá para a criança é o mesmo que os pais definem em casa? Quais são os acordos que a escola e pais fazem com a criança? Acordos são cruciais na vida da criança. É a linha mestra que ela deve permear para  estabelecer um vínculo com ela mesma e com os que a circundam. E acordos diferentes, ou muitas vezes antagônicos, tornam crianças confusas, inconsistentes e sem direção. E é esse perfil que ela irá carregar no futuro, na sua vida adulta.

Como educadores e pais podemos facilitar a vida da criança estabelecendo papéis complementares e que miram o mesmo horizonte.

Pais e escolas deveriam ter uma parceria bastante ativa nesse processo. Por meio de palestras, reuniões ou indicações de leituras, essa dupla poderia estabelecer uma linguagem, postura comum para que o desenvolvimento da criança não sofresse tantas modificações de regras no meio do jogo, ou até o que é muito comum, uma educação sem regra nenhuma. O que vale é pelo  lado da escola, manter o cliente, seja por corrupção da proposta, por criar estruturas atraentes aos pais e ,  no caso os pais, o objetivo é  facilitar a vida deles, seja por omissão o excesso de permissão. É muito mais fácil deixar o seu filho assistindo por horas os “sagrados”  DVDS para que você possa fazer algo mais interessante e legal do que ficar com o  seu filho ou pagar o preço que for para que uma babá, sem instrução alguma, o faça companhia. A falta de tempo já não é mais desculpa, pois o pouco tempo que os pais têm para ficar com os seus filhos, sempre há algo mais importante para fazer, e dar atenção ao filho é, cá para nós, muito chato, não?

É triste, mas existe muita mentira e hipocrisia entre amores e valores e  o único que realmente sofre conseqüências nesse jogo de empurra é a criança. Faço então um apelo para você que é educador ou pai: dedique-se, mas dedique-se ao máximo que puder quando estiver com seu aluno ou filho, dê a ele tudo o que precise – seja um afetuoso abraço, um olhar que vale mais de mil palavras, uma bronca na hora certa e saiba que tudo o que você fizer com amor e valor será eterno e  fará parte de toda a  trajetória de vida desse ser, que depende de como você o conduz no presente para determinar o que ele irá se tornar no futuro.

Cintia Auilo

3 Comentários

  1. Maio 25, 2010 at 10:25 am

    Parabéns pelo seu trabalho e suas palavras.Gostaria então se me permite , deixare aqui uma pergunta,esclarecendo lógico , que, meu filho estuda em uma escola pública (E E São paulo, uma das mais conceituadas ).
    Ao participar de reuniões de Pais e Mestres das escolas públicas tentando fazer o meu papel participativo,deparei com um grave problema em todas as escolas em que participei ou tomei conhecimento devido relatos dos próprios pais, acontece que por mais belo que seja o discurso da escola no sentido de apelo para a participação dos pais , simplesmente existe um bloqueio
    que vem do proprio corpo dos profissionas da escola , impedindo sim que os pais participem relamente da aliança pais-filhos-educadores,os fatores são muitos , não cabe no momento descreve-los mas fica aqui a pergunta:
    A quem os pais devem recorrer no caso de claramente o desenvolvimento pedagócgico dos alunos estar sendo prejudicado devido à má gestão dos responsáveis, visto que como funcionários públicos nada acontece à eles( sabem disso), e tambem, é sabido que a corda sempre arrebentará no lado mais fraco, no caso , o pai que se sente indignado(como EU) perceber claramente que existe sim na escola um conlúio entre os professores para que nada aconteça, que vá atrapalhar seu ritmo em receber no fim do mê seu salário bem ou mal, sem ter que se esforçar muito e nem cumprir suas obrigações como está previsto na LDB….Quem poderá nos ajudar???
    Pois ,dos pais é que os professores não precisam objetivamente , mas fazem aquele discurso amarelo, como quem está preocupado com alguma coisa!!!
    “Os professôres fingem que ensinam, os alunos fingem que aprendem”
    “Nunca antes na vida desse País “um ditado foi tão verdadeiro
    Sem mais, agradeço e aguardo
    saudações.

    • eduq said,

      Maio 25, 2010 at 5:20 pm

      Caro Wilson,
      Infelizmente, devo concordar com vc, pois essa é a nossa realidade. É claro que há excessões, poucas, mas, principalmente na rede pública, os professores e seus gestores são acomodados pelo fato de serem funcionários públicos, com vc bem colocou.Pena que eles não entendem que não optaram por repartições públicas burocráticas, do tipo só “bater carimbo”. Eles optaram por trabalhar com pessoas, na formação de indivíduos, onde sua postura e valores deixarão marcas para o resto da vida nos alunos, boas ou ruins.
      Quanto a sua reclamação, já que com a direção da Escola não adiantou,creio que deva se dirigir à Secretaria de Educação http://www.educacao.sp.gov.br/ ou à Delegacia de Ensino da região na qual seu filho estuda http://www.ilocal.com.br/buscar-delegacias+de+ensino-sao+paulo
      Nesses endereços, você poderá obter melhores informações.
      Muito boa sorte!
      Abraço,
      Cintia Auilo

  2. Baby Dicas said,

    Junho 5, 2013 at 1:57 am

    […] para refletirmos a respeito do papel dos pais e da escola. Esse texto foi retirado do blog “Educação é Tudo“, que possui vários textos interessantes. Fica a dica para quem tiver um tempinho extra e […]


Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

%d bloggers like this: